8 de março – Não há democracia plena sem a participação das mulheres na política

8 de março – Não há democracia plena sem a participação das mulheres na política

O Partido Comunista do Brasil (PCdoB) saúda a todas as mulheres no 8 de março – Dia Internacional da Mulher –, data do protagonismo feminino na luta pela emancipação, pela garantia de direitos e por um mundo mais justo e igualitário.

A ordem impetrada pelo ilegítimo governo Temer, com seu caráter neocolonial e neoliberal, ameaça nossas conquistas e nossos direitos. A PEC do teto dos gastos e a reforma trabalhista são medidas que atingem diretamente as mulheres, agravando ainda mais a precarização do trabalho, a desigualdade salarial e a diminuição de direitos.

Convivemos, no dia a dia, com a sub-representação das mulheres na política, com o crescimento da violência de gênero e o feminicídio, como também com as ameaças à garantia dos direitos sexuais e direitos reprodutivos.

No entanto, as mulheres têm estado na linha de frente da resistência ao desmonte do Estado que as forças golpistas têm realizado. E isto não será diferente em 2018. Neste ano realizaremos um enfrentamento de dimensões históricas, que irá determinar os rumos do nosso país nos próximos anos: ou seguiremos na rota neoliberal, neocolonial e autoritária, ou retomaremos o caminho da democracia, da soberania nacional, do desenvolvimento e do progresso social.

Temos condições de impor nas urnas a quinta derrota consecutiva às forças conservadoras. Nesta disputa pelos destinos do país, as mulheres devem ocupar o lugar que é seu, intensificando seu protagonismo, participando ativamente da disputa eleitoral, e ampliando sua participação na política.

Não há democracia plena c sem a participação das mulheres na política.

Viva a luta das mulheres!
Viva o 8 de marco!

Luciana Santos, Presidenta Nacional do PCdoB
Liége Rocha, Secretária Nacional da Mulher PCdoB