Bancada comunista reafirma seu posicionamento em relação à reforma política

Bancada comunista reafirma seu posicionamento em relação à reforma política
Bandeira do PCdoB

Em nota a bancada do PCdoB registra a posição do partido na votação da Reforma Política que aconteceu na Câmara dos Deputados nesta terça-feira (26). Confira:  

Bandeira do PCdoB

NOTA OFICIAL

Bancada comunista reafirma seu posicionamento em relação à reforma política

Sobre a votação da reforma política na noite de terça-feira (26), a Bancada do Partido Comunista do Brasil registra que:

1. O principal foco de alguns grupos políticos era constitucionalizar o financiamento empresarial nas campanhas. O PCdoB, contrário, se manteve fiel à defesa da proposta da Coalizão pela Reforma Política Democrática e Eleições Limpas, que objetiva o fim desde tipo de financiamento e a aprovação do voto em lista.

2. Votamos no sistema proporcional de lista partidária e contribuímos fortemente para a rejeição do Plenário à constitucionalização do financiamento de empresas nas campanhas eleitorais. Este foi um avanço e grande resposta ao clamor da sociedade. Esta vitória se configurou na luta contra a corrupção e deve ser comemorada por todos nós.

3. Derrotados, estes grupos podem concentrar a votação na instituição da cláusula de barreira. Para alguns, esta seria a reforma política, o que eliminaria as múltiplas representações partidárias do Brasil e estabeleceria uma reforma restritiva e antidemocrática.

4. Para combater essa reação, optamos pelo acordo de voto a favor do Distritão para, em contrapartida, defender a sobrevivência no Parlamento não apenas do PCdoB, mas de todos os partidos de matizes ideológicas e que possuem profunda relação com a representação popular e com histórico de luta democrática e que não se configuram legenda de aluguel. Estes partidos têm história e identidade no Brasil e não podem se transformar em sublegenda de partidos grandes.

Bancada do PCdoB na Câmara dos Deputados