Base reúne-se com Dilma para garantir a governabilidade e a coesão

Base reúne-se com Dilma para garantir a governabilidade e a coesão

mtemer reuniao gov 03082015 464

A presidenta Dilma Rousseff reuniu-se na noite desta segunda-feira (3) com ministros, líderes parlamentares e partidários da base aliada em um jantar, no Palácio da Alvorada. O encontro marcou a abertura do segundo semestre do Legislativo.

A presidenta nacional do PCdoB, deputada federal Luciana Santos, que participou do encontro, disse que a reunião foi importante para unificar a base do governo no sentido de garantir a governabilidade. “Nós debatemos sobre a necessidade de coesionar a base e ficarmos atentos a uma agenda que deve ser mais propositiva, em que nós precisamos dar mais visibilidade ao plano de exportação que deve garantir a retomada do crescimento e montar uma contraofensiva no debate de ideias, procurando esclarecer o que está acontecendo no país, porque afinal de contas essa é a principal ferramenta que todos nós, que militamos nas ruas, aprendemos a fazer”.

Luciana explicou ainda que nesta segunda-feira (3) aconteceram duas reuniões de trabalho. Mais cedo, os líderes da base estiveram com o vice-presidente Michel Temer (foto) para preparar o início do ano legislativo. “Nós discutimos os projetos de lei que impactam no orçamento da União e também que é preciso avaliar caso a caso – para termos um comportamento que não prejudique o esforço para equilibrar o orçamento da União”, afirmou.

A presidenta do PCdoB lembrou a grave crise política que o país vivencia, mas apontou que é preciso prosseguir com o objetivo de desenvolver o país e fazer a inclusão social. “Nós passamos um momento muito crítico e grave da conjuntura nacional”, avaliou. Para a deputada não é o enfrentamento à corrupção que move as forças de oposição. “O que estamos assistindo é uma disputa eminentemente política, em que está em jogo um projeto do Brasil. Ou a gente afirma as conquistas sociais desse ciclo político iniciado com Lula em 2002, ou a gente retrocede ao tempo em que o país e suas principais ferramentas de indução do desenvolvimento como a Petrobras e o BNDES que só serviam para privatizar o patrimônio nacional”, disse. 

“Esses entreguistas não cansam. Eles querem persistir no seu projeto político que é tornar o Estado mínimo, fazer que o Estado brasileiro não cumpra a sua função precípua que é desenvolver o país e garantir a inclusão social. Nós debatemos isso e a necessidade de manter unida a base”, completou.

Além da presidenta do PCdoB, o vice-líder do governo na Câmara, deputado Orlando Silva (PCdoB-SP), e o vice-líder do PCdoB na Câmara, deputado Rubens Pereira Jr (MA), participaram da reunião.

Do Portal Vermelho,
Com edição de Ana Cristina Santos

Foto: Romério Cunha