Enfrentamento à violência contra a mulher

Enfrentamento à violência contra a mulher
relatorioCPMI

relatorioCPMI

A deputada Luciana Santos foi voz ativa no enfrentamento à violência contra a mulher durante seu mandato. No Congresso Nacional integrou a Comissão Parlamentar de Inquérito com a finalidade de investigar a situação de violência contra a mulher no Brasil e apurar denúncias de omissão por parte do poder público com relação à aplicação dos atuais instrumentos garantidos em lei. No encerramento dos trabalhos da CPMI, a parlamentar entregou ao então governador Eduardo Campos, o relatório elaborado pelo colegiado e a lista de medidas que deveriam ser implementadas para melhorar a assistência e a proteção às mulheres do estado de Pernambuco.

Para a deputada, um dos fatores de crescimento da violência contra as mulheres decorre do conceito machista arraigado na sociedade. ”Nós precisamos para além das políticas públicas, como a Lei Maria da Penha, como medidas preventivas ou sistema de segurança pública que faça valer a defesa da vida das mulheres, nós precisamos fazer o debate subjetivo. De conceitos, de ideias, para que a gente supere definitivamente esta marca que envergonha o Brasil, que é a quantidade de assassinatos contra as mulheres brasileiras”, defende.

Clique aqui e conheça a íntegra do relatório final da CPMI

Única deputada mulher de Pernambuco, no Congresso Nacional, Luciana reafirma o seu comprometimento pelo fim da violência contra a mulher. Na atividade “Somos todas mulheres de Tejucupapo” ela reafirmou seu comprometimento com esta luta. Na plataforma de políticas para as mulheres divulgado no ato, consta a defesa da Lei Maria da Penha, com destaque para o apoio à implementação dos juizados especiais.

Leia a plataforma de políticas para as mulheres

Texto – Fabiane Guimarães