Estudantes de Pernambuco são selecionados para o Parlamento Jovem Brasileiro

Estudantes de Pernambuco são selecionados para o Parlamento Jovem Brasileiro
PJB

PJB
Programa da Câmara dos Deputados leva a Brasília 78 jovens de todo o pais para simulação do processo parlamentar. Na foto a deputada Lucianacom os representantes pernambucanos do PJB 2013.

Alunos do ensino médio, de escolas públicas ou particulares, inscrevem projetos de leis de âmbito nacional que tramitam por comissões e depois são levados ao plenário para que sejam votados, numa simulação do trabalho dos parlamentares. A simulação da rotina dos trabalhos legislativos pretende despertar nos jovens a reflexão crítica da importância da representação política. O Parlamento Jovem Brasileiro, programa anual da Câmara dos Deputados, acontece de 21 a 26 de setembro de 2014, em Brasília. Esta é a décima primeira edição do PJB.

O estado de Pernambuco inscreveu 256 projetos e 4 foram selecionados. Os alunos que irão representar o estado em Brasília são:

Adeílson Alves da Silva, da Escola Jornalista Manuel Amaral, da cidade de Lajedo. Seu projeto dispõe sobre a criação do “PRONAPE”, Programa Nacional Preparatório para o ENEM, no âmbito nacional para alunos do Ensino Médio das Escolas Públicas.

Lucas Ferreira de Melo, da Escola de Referência em Ensino Médio de Garanhuns, da cidade de Garanhuns. Seu projeto trata da criação das Unidades de pronto Atendimento Veterinário (UPAVI) em âmbito nacional.

Manuella Valença Correa, do Colégio de Aplicação da UFPE, da cidade de Recife. Seu projeto dispõe sobre a obrigatoriedade de disponibilidade de projetos extracurriculares de incentivo ao pensamento científico e à tecnologia, a partir da criação do PDCJ (Programa de Desenvolvimento Científico Jovem).

Miriam de França Conceição, da Escola de Referência em Ensino Médio Augusto Lúcio da Silva, da cidade de Correntes. Seu projeto visa garantir ao idoso o direito à informação e acesso às novas tecnologias, concedendo cursos especializados e gratuitos que sejam exclusivamente direcionados para estes fins.

Este ano, o recorde de inscrições do programa Parlamento Jovem Brasileiro foi superado e chegou ao número de 2.079 mil projetos.

Os estudantes inscrevem os projetos nas suas escolas, que os enviam para avaliação e triagem das Secretarias de Educação dos estados. Depois os projetos são encaminhados para a Câmara dos Deputados, onde uma comissão de analistas legislativos e outros servidores analisam e classificam cada um deles de acordo com critérios como originalidade, justificativa e clareza. Em 2014, destaca-se o número de projetos voltados para a área de educação, (32 dos 78), cujas propostas pedem, por exemplo, a implantação de plataforma multimídia na rede pública de ensino e a contratação de jovens que se destacam no ensino médio para auxiliarem professores do ensino fundamental.

Outras propostas pedem modificações em projetos de lei já existentes, projetos na área de saúde, meio-ambiente, segurança pública, economia, entre outros. Os jovens parlamentares se preocupam, por exemplo, com o trabalho compulsório em presídios, a formação política dos cidadãos, a simplificação de registro de imóveis e a criação de conselhos tutelares de fronteiras.

O número de representantes jovens por estado e pelo Distrito Federal segue a proporção de um para oito, ou seja, a cada oito deputados federais, seleciona-se um deputado jovem.

Fonte: Câmara dos Deputados

Foto: Richard Silva