Liderança de Luciana Santos é destacada no Congresso

Liderança de Luciana Santos é destacada no Congresso
2

2

Com o Salão Nobre da Câmara dos Deputados lotado de diplomatas, líderes de movimentos sociais e expoentes de partidos políticos, na tarde desta quarta-feira (1), a deputada pernambucana Luciana Santos foi aclamada em homenagem. A parlamentar tomou posse como presidente nacional do PCdoB, em 30 de maio, sucedendo Renato Rabelo que esteve no comando da legenda durante 13 anos. É a primeira vez que uma mulher assume a presidência do partido.

Representando a presidenta Dilma Rousseff, o vice-presidente da República, Michel Temer, destacou a força das ideias que movem o PCdoB. “Nós viemos aqui para homenagear você Luciana, o Renato e homenagear o PCdoB. Mais do que homenagear vocês, pessoas físicas, é preciso homenagear uma ideia. Uma ideia que ganhou projeção nacional. A ideia exatamente da participação popular. A ideia de que o mundo não existe apenas em função de uma categoria social.”

O presidente do Congresso Nacional, Renan Calheiros (PMDB-AL), disse estar, ao ver a condução de Luciana Santos à presidência da legenda, “testemunhando a evolução do PCdoB, que foi e tem sido fundamental para a história do Brasil. E continuará sendo fundamental e insubstituível para que nós possamos ousar nos avanços que a sociedade brasileira cobra”. Ressaltou, ainda, que Luciana “tem a plena confiança do Congresso Nacional e dos partidos políticos.”

Presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), afirmou, ao se dirigir à Luciana que sua posse “é um exemplo de democracia. O PCdoB é um partido que tem história, tem tradição, tem posição e sabe sempre representar a sua posição. A gente pode divergir, brigar, discutir e lutar. Mas sempre tem de reconhecer a importância, a coerência e a forma correta de luta que o PCdoB sempre faz.”

Luciana Santos destacou a história da legenda, enfatizando que o partido tem navegado “na plena convicção da necessidade de defender o Estado nacional. O Brasil tem uma história de lutas belíssima. E uma história de um povo que sempre foi pautado pelos sonhos libertários, deu grandes saltos civilizacionais. Na conquista da República e depois nas bases da nossa economia nacional.”

A nova presidente aproveitou a solenidade para conclamar a sistematização de uma frente ampla, incluindo setores produtivos e movimentos sociais do país, além dos partidos, garantindo a defesa do interesse nacional e do projeto nacional de desenvolvimento. “Assistimos a um momento de disseminação do ódio de classe, da intolerância, de todo o tipo de preconceito. As forças vivas do nosso país estão sendo chamadas para, em plena normalidade democrática, defender o Estado democrático de direito. Precisamos entender que a luta que a gente trava tem um caráter eminentemente político”, destaca.

Para Renato Rabelo, a ascensão de Luciana Santos representa a nova geração, que com os veteranos vai dar continuidade aos grandes objetivos do PCdoB. “Daí a importância da nova geração assumir seu lugar e suas responsabilidades. A presidência desse partido vai ter agora uma mulher. A Luciana Santos, apesar de jovem, já tem uma experiência concentrada. Essa nova geração vai saber descortinar horizontes. Continua assim a sua história, como instrumento do avanço civilizacional em todos os terrenos.”

Iberê Lopes
Liderança do PCdoB
Foto: Richard Silva