Luciana debate desmonte do setor elétrico brasileiro

Luciana debate desmonte do setor elétrico brasileiro
Foto: Rodrigo Barradas/Assessoria

Ontem (21), Luciana esteve em reunião com os membros do Sindicato dos Engenheiros de Pernambuco e com engenheiros da CHESF, para uma conversa sobre o desmonte do setor elétrico brasileiro. Enquanto acontecia a reunião, a notícia de que o Governo Temer pretende privatizar a Eletrobras já estampava as manchetes dos jornais no país. “Um absurdo sem tamanho”, pontuou na ocasião, Luciana.

“Nosso mandato está a postos para junto com a sociedade e com os funcionários do setor elétrico brasileiro impedir que se estabeleça esse modelo privatista e para resistir ao desmonte do Estado nacional através da venda de um setor estratégico como esse. Privatizar a CHESF é vender o Rio São Francisco”, continuou.

O consenso na reunião era que a questão da privatização do setor elétrico brasileiro não se trata de um fenômeno isolado, mas que seria marca de governo que estampa a concepção: “estado mínimo para o povo e máximo para o mercado financeiro”.

“Com um ano de governo ilegítimo de Temer, o desmonte é avassalador. E é um governo cujo programa nunca conseguiria passar pelo crivo das urnas. Por isso o golpe, por isso a pressa e, por isso, precisamos agir numa contraofensiva, tomando as ruas e fazendo pressão contra as reformas e contra as privatizações. Não a Privatização da Eletrobras e da CHESF!”, finalizou.

Do Recife,
Rodrigo Barradas.