Luciana: o momento exige reação em defesa da legalidade e da democracia

Luciana: o momento exige reação em defesa da legalidade e da democracia

14551593272 20738764ea z

A deputada Luciana Santos participou na noite desta segunda-feira (6), no Palácio da Alvorada, da reunião do Conselho Político, convocada pela presidenta Dilma Rousseff para discutir a conjuntura nacional.

Durante o encontro foi anunciado que o governo federal encaminhou ao Congresso Nacional uma medida provisória que cria o Programa de Proteção ao Emprego (PPE). O objetivo da proposta é estimular a permanência dos trabalhadores em empresas que estão passando por dificuldades financeiras temporárias. A medida provisória foi assinada pela presidenta Dilma Rousseff, nesta segunda-feira (6). O encontro serviu também para que ministros apresentassem aos partidos as explicações que o governo dará junto ao Tribunal de Contas da União (TCU) em função das chamadas “pedaladas fiscais”.

A reunião ocorreu um dia após os principais políticos do PSDB criticarem o governo da presidente Dilma Rousseff durante evento da sigla em Brasília.

Nesta terça-feira (7), o Conselho voltou a se reunir com o vice-presidente Michel Temer, no Palácio do Planalto, para redigir e pactuar uma nota onde saúdam a iniciativa de instituição do programa de pleno emprego, além de manifestar respeito à Constituição Federal e seu compromisso “com a vontade popular expressa nas urnas e com a legalidade democrática”,

“As declarações públicas feitas depois da convenção do PSDB nacional deixam evidentes que a atuação dos órgãos de controle e de investigação da operação ‘Lava Jato’ está sendo usada com caráter eminentemente político para desestabilizar e interromper o mandato da presidente Dilma”, argumentou a deputada. “Por isso nossa posição de defesa da normalidade democrática e uma pronta reação do PCdoB através do seu secretariado, com a emissão da nota conjunta assinada por líderes e presidentes de partido, e da própria presidenta Dilma convocando o Conselho Político em urgência numa perspectiva de unificar a base para uma contraofensiva”, completou.

Para a presidente do PCdoB “o momento político exige pronta reação das forças vivas da população em defesa da legalidade”.

De Brasília;
Ana Cristina Santos

Foto: Richard Silva