Luciana participa de ato em Defesa da CHESF

Luciana participa de ato em Defesa da CHESF
Foto: Rodrigo Barradas/Assessoria

Luciana participou hoje (1) de audiência com diretor-presidente da Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (CHESF) e, posteriormente de ato contra sua privatização, que contou com a presença de engenheiros e funcionários da companhia, membros do Sindicato dos Engenheiros no Estado de Pernambuco (SENGE), e deputados que compõem a Frente Parlamentar em Defesa da CHESF.

O objetivo da Frente foi o de denunciar a privatização da empresa, defender seu caráter público e unir forças com os funcionários da companhia. Por isso, foi decidido que darão entrada no Ministério de Minas e Energia, no pedido de suspensão da decisão da privatização da CHESF.

Vice-presidente da Frente, Luciana ressaltou a importância de que esse colegiado parlamentar em favor da CHESF seja suprapartidário, e denunciou o caráter ultraliberal do governo ilegítimo de Temer, que age pelo desmonte de setores estratégicos do Brasil, como o de energia. “Em todo lugar do mundo, o setor estratégico é tratado como bem público. E nós precisamos preservar o nosso, pois se trata de uma questão de soberania nacional”, disse.

Luciana lembrou que a matriz energética brasileira, de mais de 70% da energia renovável, não é chinesa, alemã ou francesa, mas sim brasileira. Um patrimônio nosso. E denunciou a falácia na afirmação de que a eficiência só existe no setor privado. “Quantas empresas privadas do setor elétrico faliram no país? Quase todas! E a CHESF não é deficitária. Ela dá lucro”, emendou.

A deputada lembrou ainda a importância do Rio São Francisco e sua relação com a CHESF. “O Rio São Francisco tem múltiplos usos. Por isso temos é que revitaliza-lo, para garantir que a água chegue, gere energia e irrigue as plantações. Quem vai fazer isso? A iniciativa privada, que só quer o lucro? Estamos diante de um ataque de lesa-pátria contra o nosso povo e precisamos reagir à altura. Mexeu com Pernambuco, mexeu comigo”, finalizou!

Do Recife,
Rodrigo Barradas.

Veja mais