Luciana se reúne com militantes do PCdoB na UFPE

Luciana se reúne com militantes do PCdoB na UFPE
thumbnail_1374425567.jpg

thumbnail_1374425567.jpg

A deputada fez uma intervenção especial sobre conjuntura política nacional e o ambiente da Ciência e Tecnologia no país.

resize_1374425567.jpg

Dando início à agenda de atividades  na 65ª reunião da Sociedade Brasileira pelo Progresso da Ciência (SBPC), a deputada Luciana Santos participou da reunião do coletivo de professores, estudantes e técnico-administrativos da Universidade Federal de Pernambuco filiados ao PCdoB. A parlamentar foi convidada a fazer a abertura da reunião falando sobre a conjuntura nacional e sobre a pauta da Ciência e Tecnologia no Congresso Nacional. 
 
Luciana começou falando do prazer em estar à UFPE, instituição em que cursou a sua graduação e palco da sua filiação ao PCdoB. “Fico muito feliz em vir aqui, participar de uma reunião da base do partido. Me lembra o início da minha militância, na base Rui Falcão, aqui nessa Universidade”.
 
Conjuntura Nacional
 
Luciana, que é vice-presidente do PCdoB, disse que a pauta dos debates para o 13º Congresso do PCdoB está no centro da ação política dos comunistas. Ela fez uma análise da conjuntura política nacional abordando os avanços conquistados desde o Governo Lula e a necessidade de um novo “salto civilizacional”, que potencialize o desenvolvimento e o crescimento do país a partir do investimento no setor produtivo. 
 
A deputada também falou sobre as manifestações populares das últimas semanas. Ela disse que há muito tempo as justas reivindicações estavam na pauta dos movimentos sociais, apesar do silêncio da mídia,   e ressaltou que a cobertura feita pela grande mídia não abordou todos os aspectos da manifestação, principalmente porque os grandes veículos foram hostilizados durante as passeatas. 
 
A última parte de sua intervenção foi dedicada a explicar sobre seus espaços de atuação na Congresso Nacional. Luciana disse que  os desafios a serem enfrentados para o setor da Ciência e Tecnologia envolvem, principalmente, a questão do financiamento e o ajuste na legislação para  garantir condições adequadas para o desenvolvimento do ambiente de pesquisa e inovação no país. 

 

""
 
A reunião contou, ainda, com tempo para o debate. Cerca de 70 pessoas participaram do encontro, entre eles a presidenta da Associação Nacional dos Pós-Graduandos (ANPG), Luana Bonone; o pró-reitor de Extensão da UFPE, Edilson Fernandes; o presidente da Associação dos Docentes da UFPE (Adufepe), José Luís Simões; além de representantes da Associação de Pós-Graduandos (APG);  da Secretaria de Ciência e Tecnologia de Pernambuco;  e dos campus do interior do estado. 
 
De Recife;
Ana Cristina Santos