Marcha por Trabalho e Solidariedade completa 51 anos

Marcha por Trabalho e Solidariedade completa 51 anos
martin-luther-king

“Se você protestar com coragem, e também com dignidade e amor cristão, quando os livros de história forem escritos pelas futuras gerações, os historiadores vão ter que pausar e dizer: Existiu um grande povo – um povo negro – que injetou um novo significado e uma nova dignidade nas veias da civilização”

(Trecho do discurso para apoiadores do Boicote de Montgomery)

martin-luther-king

Há 51 anos mais de 250 mil pessoas se reuniram em Washington numa manifestação política por liberdade, trabalho, justiça social e pelo fim da segregação racial contra a população negra nos Estados Unidos. A Marcha por Trabalho e liberdade foi organizada e liderada, entre outros, pelo advogado e ativista dos direitos humanos Martin Luther King

O ato reuniu homens e mulheres, em sua maioria negros, e sua repercussão o colocou na história como a maior manifestação de força política para a aprovação das leis de direitos civis e direito de voto, em 1964 e 1965. Sindicalistas, parlamentares, religiosos, líderes civis e artistas a exemplo de Joan Baez e Bob Dylan participaram da Marcha.

Foi nessa ocasião que Martin Luther King disse a frase mundialmente conhecida “Eu tenho um sonho!” (I Have a Dream!). “Eu digo a você hoje, meus amigos, que embora nós enfrentemos as dificuldades de hoje e amanhã. Eu ainda tenho um sonho. É um sonho profundamente enraizado no sonho americano. Eu tenho um sonho que um dia esta nação se levantará e viverá o verdadeiro significado de sua crença – nós celebraremos estas verdades e elas serão claras para todos, que os homens são criados iguais”. (Leia o discurso completo)

Para a deputada Luciana a Marcha por Trabalho e Liberdade é um marco da luta pelos direitos civis e uma inspiração para homens e mulheres que sonham com a transformação da sociedade em todo o mundo. “Os nossos sonhos podem mudar o mundo. Por isso sigo sonhando, lutando e me esforçando para convencer cada uma das pessoas ao meu redor que lutar sempre valerá a pena”.

De Brasília,
Ana Cristina Santos

 

Referência Citação

ADELMAN, Bob.  MLK: a celebration in word and image. Massachussetts: Beacon Press, 2011.

Foto: Wikicommons