No plenário Luciana presta homenagem à Marianne Peretti

No plenário Luciana presta homenagem à Marianne Peretti

luciana e perret editada 1

Na sessão plenária desta quinta-feira (6), a deputada Luciana Santos fez uma breve homenagem à artista franco-brasileira Marianne Peretti que teve sua vida e obra organizada em um livro, A Ousadia da Invenção, lançado em Recife na última terça-feira (4). Luciana escreve a apresentação do volume que foi editado em francês e português e reúne fotografias e gravuras dos trabalhos da artista, além de textos sobre sua carreira.

Peretti é a responsável por monumentos como os vitrais da Catedral Metropolitana de Brasília, do Palácio do Jaburu e da Câmara dos Deputados, entre outros. “ Gostaria de deixar aqui registrado o talento de uma grande artista nossa, Marianne Peretti, grande companheira de Oscar Niemeyer nesse glorioso e extraordinário patrimônio do povo brasileiro, a cidade de Brasília, e autora de vários monumentos no mundo afora”, disse Luciana.

Confira o pronunciamento completo:

Senhor Presidente;

Permita-me fazer um registro que nos ajuda a fazer jus ao talento de uma grande artista e também a história da construção da nossa capital federal e da cultura do nosso país. Foi lançado na terça-feira, na Caixa Cultural em Recife, um livro que trata sobre a obra de Marianne Peretti, a artista franco-brasileira, radicada em Olinda, que é responsável pelos maravilhosos vitrais da Catedral de Brasília, além de ter obras aqui na Câmara dos Deputados, no Memorial JK, no STJ e no Palácio do Jaburu, entre tantos outros.

O livro Marianne Peretti – A Ousadia da Invenção é um trabalho primoroso, idealizado pela produtora Tactiana Braga, que buscou registrar a obra e a história dessa artista encantadora através dessa publicação, na qual tive a honra de escrever a apresentação, mas também de uma exposição e de um documentário que em breve chegarão também à Brasília.

Então gostaria de parabenizar a Tactiana Braga pela iniciativa, à Marianne pela sensibilidade e pelo trabalho que, como disse na apresentação do livro, é uma contribuição à arte moderna, seja através da escultura, da pintura, do design ou nos maravilhosos vitrais, falam sobre uma época, sobre um povo e se constituem como parte importante da memória artística brasileira.

Muito obrigada.

De Brasília;
Ana Cristina Santos