Olinda discute Arte Urbana e Patrimônio em Seminário

Olinda discute Arte Urbana e Patrimônio em Seminário
olinda

olinda

A cidade de Olinda será palco nesta segunda-feira (18) do Seminário “Arte Urbana e Patrimônio: Convivências e Desafios”. O debate vai acontecer a partir das 14h, no Palácio dos Governadores, atual sede do governo de Olinda. O evento faz parte da VII Semana do Patrimônio Cultural de Pernambuco, realizada pela FUNDARPE, no período de 18 a 22 de agosto.

De acordo com a secretária-executiva de Cultura de Olinda, Clarisse Andrade, a atividade servirá para ampliar o debate sobre o que é ou não permitido à arte urbana, dentro do Sítio Histórico da cidade. “O seminário surgiu de uma demanda de artistas de arte urbana de Olinda, em fomentar um debate sobre o grafite dentro do contexto de cidades históricas, que tipo de material usar, se há regulamentação e se ele descaracteriza o casario. Hoje Pernambuco exporta artistas de arte urbana para o mundo e promover essa discussão entre os artistas e os moradores é muito importante”, disse.

Na ocasião serão realizadas palestras relativas ao tema. A iniciativa, que é uma realização da Secretaria de Patrimônio e Cultura de Olinda e do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), é aberta ao público interessado.

A deputada Luciana Santos, ex-prefeita de Olinda, acredita que a iniciativa é importante para pensar os desafios na gestão das cidades e aponta a necessidade de discutir também a questão do financiamento para preservação e conservação das cidades que são patrimônios históricos do país. “Sabemos a importância estratégica que essas cidades têm para a história brasileira. No entanto, as condições para que os municípios deem conta dessas responsabilidades ainda são poucas. Por isso, há necessidade de se construir um debate acerca do financiamento desse nosso patrimônio, desse acervo tombado, o nosso Patrimônio Histórico Nacional”, defende a parlamentar.

Na Câmara dos Deputados, Luciana Santos, apresentou o Projeto de Lei que cria o Fundo Especial do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – FUNPHAN. Na proposta, o fundo conta com receita oriunda de recursos da União; 1% da renda líquida dos concursos de prognósticos administrados pela Caixa Econômica (CEF); e doações de legados.

A Semana do Patrimônio Cultural de Pernambuco é um evento que acontece desde 2008 e seu objetivo é comemorar o Dia Nacional do Patrimônio Histórico, celebrado em 17 de agosto. Durante a semana, em diferentes locais do estado, serão realizadas palestras, debates, oficinas, ações educativas exposições, entre outras atividades. A sétima edição do evento fará uma homenagem ao poeta, escritor e dramaturgo Ariano Suassuna e abordará como tema “Patrimônio Cultural: Limites, Caminhos e Inovações”.

Seminário Arte Urbana e Patrimônio: convivências e desafios

Tema: Arte Urbana e Patrimônio: convivências e desafios

Local: Auditório do Palácio dos Governadores. Rua de São Bento, n° 123, no Varadouro.

Horário: das 14h às 21h

PROGRAMAÇÃO

Mesa 1 (14h às 15h20)

Tema: Conceitos e reflexões da academia e da crítica de arte

Expositores: Raul Córdula; Cristiana Téjo; Oriana Duarte; Sônia Marques.

Mesa 2 (15h30 às 16h50)

Tema: Os artistas, pensamentos e estratégias de quem intervém na cidade

Expositores: Bozó Bacamarte; Carbonel; Caju; Luciano Pinheiro.

Mesa 3 (17h30 às 18h50)

Tema: Olinda, cidade das artes? A visão de quem vive, produz e visita a cidade

Expositores: SODECA; Casa do Cachorro Preto; Lago Escola de Arte.

Mesa 4 (19h às 20h20)

Tema: A gestão da Cidade Patrimônio e os desafios da arte urbana

Expositores: IPHAN – Philipe Razeira; PMO – Patrícia Pedroza; Fundarpe – Luciana Padilha (Coordenadora de Artes Visuais).

Texto: Fabiane Guimarães, com informações do Portal da Prefeitura de Olinda

Foto: Google Imagens