Olinda fará parte do 1º sistema intermunicipal de compartilhamento de bicicletas do Brasil

Olinda fará parte do 1º sistema intermunicipal de compartilhamento de bicicletas do Brasil
thumbnail_1369763469.jpg

thumbnail_1369763469.jpg

A iniciativa é do Governo do Estado em parceria com os municípios de Olinda, Recife e Jaboatão dos Guararapes e a iniciativa privada

resize_1369763469.jpg

O Bike PE, nome dado ao sistema de compartilhamento de bicicletas, foi lançado nesta quinta-feira (23) pela Secretaria das Cidades de Pernambuco. Esteve presente no evento, o vice-prefeito de Olinda Enildo Arantes, o secretário de Transportes e Trânsito, Oswaldo Lima Neto, e de Esportes, Lazer e Juventude, Thales Vidal.
 
O sistema, que será operado pela Serttel/Samba com o apoio do Itaú Unibanco, implantará até o final do ano, 70 estações com 700 bicicletas, espalhadas em 20 bairros dos três municípios. Olinda contará com cinco delas nos seguintes pontos: Varadouro; Praça do Carmo; Praça 12 de Março; Stand da Secretaria de Turismo na Orla (Bairro Novo), e próximo ao Flat Quatro Rodas.
 
Na cerimônia, o vice-prefeito Enildo enfatizou que “Olinda fica muito grata pela iniciativa, e vai emprestar beleza e charme ao projeto”. Além disso, Enildo registrou o esforço do prefeito Renildo em implantar um sistema cicloviário na cidade, o que está sendo discutido entre a Prefeitura e grupos de cicloativistas como o Pedal Livre Olinda, Pedal 100, Bike Amigos e Pedalando Olinda. Para isso, entre outras iniciativas, serão construídas ciclovias na Orla de Bairro Novo, Casa Caiada e Rio Doce, e nas margens dos canais Bultrins e Fragoso.
 
Para usar o novo sistema é preciso preencher um cadastro pela internet através do site www.bikepe.com.br. Ele funcionará da seguinte maneira: as bicicletas estarão à disposição todos os dias da semana, das 6h às 22h; poderão ser usadas por 30 minutos ininterruptos, e quantas vezes por dia o usuário desejar. Para isso basta que, após esta meia-hora, o ciclista devolva o equipamento em qualquer estação e respeite um intervalo de no mínimo 15 minutos. Será cobrada uma taxa de R$ 10 por mês, exceto para os usuários do Vale Eletrônico Metropolitano (VEM), aos quais será cobrada a mesma taxa anualmente.
 
A iniciativa é uma das ações do PEDALA PE e obedece às diretrizes do Plano Diretor de Transporte Urbano (PDTU) e da Política Nacional de Mobilidade Urbana. No lançamento o secretário estadual das Cidades, Danilo Cabral, concluiu que o Bike PE demonstra atitude e compromisso das iniciativas pública e privada.

 

Por Ana Cláudia Ribeiro da Prefeitura de Olinda
Foto: Jaime Guimarães Jr