PCdoB comemora 95 anos de história em ato na Câmara dos Deputados

PCdoB comemora 95 anos de história em ato na Câmara dos Deputados

Em ato comemorativo aos 95 anos do PCdoB, lideranças políticas de diferentes legendas exaltam importância do partido na luta pela democracia. Evento também ressaltou necessidade de reforçar enfrentamento dos efeitos do golpe que tirou Dilma Rousseff da Presidência da República em 2016.

Nesta quarta-feira (22), o PCdoB reafirmou seu compromisso em defesa dos direitos dos trabalhadores e da democracia durante comemoração dos 95 anos da legenda. No ato, realizado na Câmara dos Deputados, a presidente nacional do PCdoB, deputada Luciana Santos (PE), resgatou o papel do partido na luta e nas conquistas do povo brasileiro – atualmente ameaçados pela agenda de reformas do governo de Michel Temer. Confira a cobertura fotográfica do evento.

“O PCdoB faz um chamado para se construir uma convergência de forças em defesa da democracia, do Estado democrático de direito e do fortalecimento da política como legítimo instrumento de mediação dos conflitos e diferenças existentes na sociedade”, pontuou.

De acordo com a parlamentar, é necessário construir saídas para o Brasil, visto que as comemorações dos 95 anos da legenda se dão num cenário político adverso, após um impeachment sem base legal e com uma agenda neoliberal sendo empurrada goela abaixo da população.

“Acreditamos que, diante do desmonte do Estado nacional, da desindustrialização e do desmonte de setores estratégicos de nossa economia, se faz necessário renovar um projeto de país, baseado em uma ampla aliança em defesa do desenvolvimento. O povo tem ânsia de esperanças por saídas para a crise. E o PCdoB tem propostas para a saída da crise. Governa o Maranhão, onde Flávio Dino vem realizando uma profunda transformação social. Em Aracaju, Sergipe, o prefeito do PCdoB, Edvaldo Nogueira, vem resgatando a qualidade de vida da cidade”, afirmou.

A gestão comunista no Maranhão também foi exaltada por outros parlamentares, como Waldir Maranhão (PP) e Alessandro Molon (Rede-RJ).

“A profunda transformação social que o PCdoB está fazendo no Maranhão é uma mostra do bem que o partido poderia fazer pelo Brasil”, exaltou Molon.

Desde que assumiu o governo do estado, Flávio Dino aumentou o salário dos professores, entregou obras paralisadas, implantou programas sociais para alfabetização de adultos, compra de material escolar e uniformes para estudantes do ensino público, abertura de hospitais, contratação de policiais, entre outras medidas.

Deputados e senadores de partidos como o PT, PSol, PDT, DEM, PP também exaltaram a importância dos comunistas na história do país.

Líder da Minoria na Câmara, José Guimarães (PT-CE), destacou a aliança entre PT, PCdoB e PDT para o enfrentamento das pautas neoliberais. Para ele, a histórica parceria com os comunistas resultou em importantes conquistas.

“Penso, que, sem o PCdoB, dificilmente Lula teria sido eleito duas vezes. E agora, só derrotaremos esse governo ilegítimo e essas reformas se tivermos todos juntos e a juventude nas ruas. O golpe foi dado para suprimir direitos, mas vamos lutar para impedir que isso aconteça”, disse.

Para o presidente do PDT, Carlos Lupi, a hora é de radicalizar. “O Brasil vive um golpe branco, de brancos, para os brancos e para a elite. Mais do que nunca precisamos radicalizar. O que está em discussão, mais do que nunca, é uma luta ideológica. Essa gente quer ver nosso extermínio, mas não vamos permitir”, disse o dirigente do PDT.

A líder do PCdoB na Câmara, deputada Alice Portugal (BA), lembrou que “nos momentos de dificuldade, o partido se agiganta e propõe saídas”.

O ato contou ainda com a participação da Bancada Comunista na Câmara, de militantes do PCdoB, do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), da presidente da União Nacional dos Estudantes, Carina Vitral, da líder do PCdoB no Senado, Vanessa Grazziotin, da deputada Luiza Erundina (PSol-SP), do presidente da Fundação Mauricio Grabois, Renato Rabelo, do líder do PSol, Glauber Braga, do 4º secretário da Mesa, Rômulo Gouveia (PSD-PB), do líder do PDT, deputado Weverton Rocha (MA), do líder do PT, Carlos Zarattini (SP), do governador da Bahia, Rui Costa, do ex-ministro Jaques Wagner, do governador do Piauí, Wellington Dias (PT), de embaixadores de países amigos, entre outras autoridades.

Christiane Peres

Para o PCdoB na Câmara

Fotos: Richard Silva/PCdoB na Câmara