PCdoB emite nota sobre tensão na península coreana

PCdoB emite nota sobre tensão na península coreana
thumbnail_1365775273.jpg

thumbnail_1365775273.jpg

Partido defende saída negociada e pacífica para o possível conflito e discorda de posições que levem ao agravamento das tensões no leste da Ásia.

resize_1365775273.jpg

Partido defende saída negociada e pacífica para o possível conflito e discorda de posições extremadas que levem ao agravamento das tensões e mesmo a um conflito bélico no leste da Ásia. A nota foi assinada pela deputada Luciana Santos, que está no exercício da presidência do Partido. 

Sobre a atual crise no leste da Ásia
 

O PCdoB acompanha com grande preocupação a crescente tensão no leste da Ásia, que poderá resultar num conflito entre a República Popular Democrática da Coreia e os Estados Unidos.
 
Os comunistas brasileiros são partidários dos grandes princípios defendidos pelo nosso povo, plasmados no artigo 3º de nossa Constituição Federal, que incluem a defesa da autodeterminação dos povos; o princípio de não intervenção de um Estado em outro; a igualdade nas relações entre os Estados; e a defesa da paz.
 
Defendemos ainda como questões essenciais o direito ao desenvolvimento das nações e a superação das profundas assimetrias que caracterizam a situação internacional contemporânea; a independência nacional e a opção soberana de cada povo escolher seu regime político e social.
 
Neste momento de crise, o PCdoB soma-se às vozes que defendem uma saída negociada e pacífica para o iminente conflito.
 
Nesse sentido, não está de acordo com posições extremadas que levem ao agravamento das tensões e mesmo a um conflito bélico no leste da Ásia.
 
Brasília, 11 de abril de 2013
Deputada Luciana Santos
Presidente em exercício do Partido Comunista do Brasil (PCdoB)