PCdoB recepciona os embaixadores do Vietnã, de Cuba e da Palestina

PCdoB recepciona os embaixadores do Vietnã, de Cuba e da Palestina
EmbaixadorVietnam

EmbaixadorVietnamEm reuniões realizadas em Brasília a deputada Luciana Santos participou de reuniões com representantes do Vietnam, Cuba e Palestina. Os encontros são parte das atividades de relações internacionais do PCdoB e contaram com a participação do presidente Renato Rabelo e do secretário de Relações Internacionais Ricardo Abreu. 

 

 

Foram três reuniões realizadas em Brasília pela direção nacional do Partido com importantes representações de nações amigas. No primeiro encontro, o presidente do PCdoB, Renato Rabelo, e a vice-presidente Luciana Santos, recepcionaram o novo embaixador da República Socialista do Vietnã, o Sr. Nguyen Van Kien, na quarta feira (12/02).

EmbaixadorVietnam

Foi uma troca de opiniões muito amistosa em que o presidente do PCdoB recuperou a trajetória de cooperação entre os dois países. No encontro estavam presentes também o secretário de Relações Internacionais do PCdoB, Ricardo Alemão Abreu e Ana Maria Prestes, membro da comissão de relações internacionais, assim como o secretário geral da Associação de Amizade Brasil-Vietnã, Abraviet, Pedro de Oliveira.

Renato lembrou na ocasião que no ano passado, a presidência do PCdoB liderou uma comitiva comunista que realizou uma viagem ao país irmão do sudeste asiático, sendo recebida pelo secretário geral do Partido Comunista do Vietnã, Nguyen Phu Trong, e por altas autoridades do estado e do Governo, em Hanói. O presidente relatou o quanto foi importante esta viagem para o conhecimento mais profundo da realidade da construção do socialismo no Vietnã e o seu desenvolvimento econômico e social.

As relações comerciais entre o Brasil e o Vietnã atingiram um novo patamar, em 2013, quando praticamente dobrou o volume de transações comerciais, chegando ao nível de 2,4 bilhões de dólares. O embaixador informou – fazendo um perfil da produção agrícola e industrial do seu país — que este ano também o Vietnã ocupa a posição de presidência rotativa da ASEAN, Associação de Nações do Sudeste Asiático, importante bloco econômico regional. O Vietnã é um dos maiores exportadores de arroz do mundo, se revezando na segunda posição com a Tailândia. No que se refere ao café, o Vietnã somente perde para a produção brasileira em nível mundial. Na composição do PIB vietnamita a produção de petróleo é quase 1/3 do total de bens produzidos no país. Por fim, o embaixador lembrou a produção pesqueira, onde o “catfish”, ou o bagre e a dourada como são conhecidos no Brasil, ocupa posição destacada no seu portfólio de exportação.>O embaixador relatou ainda que está viajando pelo Brasil para identificar as possibilidades de incremento da cooperação entre os dois países e povos, como foi o caso de sua recente viagem ao Rio Grande do Sul, onde foi recebido no Palácio Piratini pelo governador Tarso Genro. Naquela oportunidade foi estabelecido um cronograma para a organização de viagem de uma delegação estatal composta por empresários rio-grandenses capitaneada pelo governador ao Vietnã.

Está programada outra viagem do embaixador para Manaus, no Amazonas, onde deverá debater com o secretário da produção rural do Estado, Eron Bezerra, um acordo de troca de experiências e tecnologia entre o Vietnã e o estado do Amazonas sobre vários itens da pauta de negócios bilaterais entre o Brasil e o Vietnã.

O presidente Renato Rabelo agradeceu os esforços da embaixada vietnamita para estreitar os laços de amizade e cooperação entre os dois países, ressaltando que o povo vietnamita – que soube expulsar de sua pátria dois grandes imperialismos, o Francês e o estadunidense – têm muito a ensinar em matéria de construção de uma sociedade socialista depois que a guerra destruiu praticamente toda a infraestrutura do país além de ter provocado a morte de milhões de combatentes.

A reunião com a embaixadora cubana

EmbaixadoraCuba

O segundo encontro dos comunistas foi com a nova embaixadora da República Socialista de Cuba, Sra. Maria Helena, na sede do PCdob em Brasília. A vice-presidente Luciana Santos e Renato Rabelo, ao lado de outros membros da secretaria internacional do PCdoB firmaram o compromisso de fazer tudo o que for possível para estreitar as relações e a cooperação entre Cuba e Brasil, que nos últimos tempos tem sido incrementada com grandes projetos em curso.

Há algumas semanas, a presidenta Dilma Rousseff participou da inauguração do complexo portuário de Mariel, em Cuba, juntamente com o Presidente Raúl Castro. É um grande investimento para o desenvolvimento da economia cubana, realizado com a parceria com o BNDES e de uma construtora brasileira. Ao mesmo tempo a presidenta agradeceu a cooperação cubana para o programa Mais-Médicos no Brasil, que contou com a participação de outros países para fortalecer o sistema de assistência à saúde às populações mais carentes em todos os estados brasileiros. A embaixadora Maria Helena disse que estão neste programa atualmente 7432 médicos cubanos que estão em contato direto com a população.

A embaixadora mostrou também que se amplia nos Estados Unidos o movimento pelo levantamento do criminoso cerco que foi imposto a Cuba e que já tem mais de 50 anos de vigência. Mesmo entre os membros do partido republicano, em pesquisa recente, ficou demonstrado que mais de 50% dos parlamentares do Congresso americano são favoráveis ao levantamento do bloqueio. Na União Europeia, por outro lado, articula-se com muitos países a suspensão do bloqueio e o restabelecimento de relações normais com a Ilha do Caribe.

A representante de Cuba lembrou, por último, o êxito que significou a 2ª. Reunião de Cúpula da Celac, com uma grande presença de líderes de todos os países membros, em Havana, um evento simbólico da unidade latino americana em resposta à política dos EUA frente a Cuba. Agradeceu profundamente a solidariedade ativa que os brasileiros sempre prestaram aos seus irmãos cubanos.

A presença do embaixador da Palestina

EmbaixadorPalestina

Na terceira reunião do dia, o PCdoB representado por seu presidente e sua vice-presidente, além do secretário de relações internacionais e membros da comissão internacional, receberam a visita do embaixador do Estado da Palestina, Sr. Ibrahim Alzeben. Na verdade o embaixador emocionou os brasileiros presentes ao evento com a entrega de um presente riquíssimo em arte de machetaria, em retribuição ao trabalho que o Partido vem travando pela libertação do povo palestino, em solidariedade à luta pela concretização de seu Estado nacional.

Segundo o embaixador são 65 anos de luta do povo palestino por seus direitos nacionais e sociais. O Sr. Ibrahim agradeceu a participação dos brasileiros nessa batalha que ainda não tem prazo para terminar. Disse ele que o PCdoB é um parceiro solidário e de princípios com a causa palestina.

Renato, em nome do Partido, declarou que “receber um presente do povo palestino é uma honra, pois a causa deste povo vai além da política, é uma causa humanitária e exige a criação de ampla frente contra a ação terrorista do Estado de Israel patrocinado pelos Estados Unidos. A luta de solidariedade aos palestinos é uma de nossas prioridades, um povo que luta há mais de seis décadas por sua libertação”.

O embaixador disse que neste 2014, além de ser o ano internacional de solidariedade com a Palestina, será comemorada a passagem dos 50 aniversários da criação da Organização de Libertação da Palestina, a OLP, uma das forças importantes da luta pela implantação do Estado palestino, que luta em várias frentes simultâneas exigindo uma estratégia de tecer as alianças as mais amplas para se conseguir a vitória final.

Fonte: Blog do Renato Rabelo