Pernambuco acolhe a Frente Brasil Popular com promessa de ato em 3 de outubro

Pernambuco acolhe a Frente Brasil Popular com promessa de ato em 3 de outubro

IMG 5549

Forças progressistas de Pernambuco se reuniram na tarde da sexta-feira (25), no Recife, para o lançamento da Frente Brasil Popular no estado. O movimento político, que foi apresentado nacionalmente no último dia 5 de setembro em Belo Horizonte (MG), pretende pensar o futuro e apresentar um projeto alternativo e de caráter popular ao País, por isso, lideranças políticas, representantes de movimentos sociais e militantes de esquerda lotaram o auditório do Sindicato dos Bancários de Pernambuco para o ato.

A deputada Luciana Santos participou da mesa e direcionou o seu discurso para a defesa da democracia. Segundo ela, os movimentos têm suas críticas ao governo federal, porém, “é preciso entender que o que está em cheque é o legado de um projeto social iniciado por Lula, e precisamos centralizar as nossas forças na defesa da democracia”, disse.

A presidente do PCdoB alertou para um quadro positivo do momento: “Historicamente as experiências do socialismo no mundo sofreram revezes. Com isso, vivenciamos o crescimento de uma defensiva estratégica que até hoje nos causa muitos danos. Em 2002 conseguimos dialogar com a imensa maioria do povo brasileiro, e assim vencemos essa defensiva, justamente construindo isso que aqui estamos batizando de novo, de Frente Brasil Popular. Unidos podemos refazer aquela caminhada de 2002”, afirmou Luciana.

Sobre o crescimento de um conservadorismo radical, a deputada disse que a saída é “reagir à intolerância com ideias e com a força das nossas propostas, que também foram baseadas nesse legado de mais de uma década à frente do País”.

O encontro contou ainda com a participação de representantes de centrais sindicais, movimentos sociais, partidos políticos, intelectuais, artistas e religiosos. Entre as lideranças estavam o senador Humberto Costa (PT); o vice-prefeito do Recife Luciano Siqueira, o presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT) no estado, Carlos Veras; o vice-líder do governo na Câmara, Silvio Costa Filho (PTC); a presidente estadual do PT, Teresa Leitão; o presidente estadual do PCdoB Alanir Cardoso, e o superintendente da Sudene, João Paulo (PT).

“Sabemos que vivemos uma crise econômica, que tem origens na crise internacional. Mas o mais grave é a crise política. Estão querendo criar uma situação que não prejudica apenas um partido, mas que penaliza todos os brasileiros. Nós não vamos deixar isso acontecer. A oposição precisa ter responsabilidade”, afirmou o senador Humberto Costa.

A presidenta da União dos Estudantes de Pernambuco (UEP), Flor Ribeiro, falou em nome dos estudantes. “O ódio da elite e conservadores se apresenta na tentativa de destruir o país, encarcerando a juventude,tentando tirar o direito da mulher ao seu próprio corpo, privatizando e sucateando os serviços públicos de saúde e na tentativa odiosa de atingir o povo trabalhador”, analisou. “A frente popular vem na defesa de um projeto de governo construído para o povo, que com muita coragem vai combater e repudiar toda tentativa de golpe a democracia”.

Como primeiro ato da Frente Brasil Popular em Pernambuco, será realizado um grande evento no próximo dia 3 de outubro, quando a Petrobrás comemora 62 de criação. A mobilização acontecerá na Praça do Derby, a partir das 8h.

Do Recife;
João Paulo Seixas

Edição: Ana Cristina Santos