Políticas públicas para artes cênicas foi tema de debate na 19º Janeiro de Grandes Espetáculos

Políticas públicas para artes cênicas foi tema de debate na 19º Janeiro de Grandes Espetáculos
thumbnail_1359139598.jpg

thumbnail_1359139598.jpg

Núcleo de Festivais busca um modelo de financiamento e gestão que se adeque às necessidades específicas dos festivais e aponte para uma estratégia de continuidade e consolidação

resize_1359139598.jpg

Debater amplamente a construção de uma política pública para os festivais de artes cênicas realizados no país. Essa foi a pauta do encontro realizado entre o Núcleo de Festivais Internacionais de Artes Cênicas do Brasil, os deputados federais Luciana Santos (PCdoB-PE) e Paulo Rubens Santiago (PDT-PE) e o secretário de Fomento e Incentivo à Cultura, Henilton Menezes que ocorreu nesta quinta-feira (24) durante o Festival Janeiro de Grandes Espetáculos, em Recife.
 
Composto hoje por oito dos principais festivais internacionais brasileiros, o Núcleo atua desde 2003 para a difusão das artes cênicas. No último ano, os festivais do Núcleo realizaram em todo país 825 apresentações e 165 atividades formativas em mais de 175 espaços – teatros, praças, etc. – para cerca de um milhão de pessoas.  Ainda que consigam alcançar números tão expressivos, os realizadores dos festivais acreditam que há uma lacuna em relação a uma política pública consolidada e que vislumbre ações e metas de longo prazo, destinada ao fomento deste segmento que desempenha papel estruturante e fundamental nas artes cênicas.
 
Durante a reunião, a deputada federal Luciana Santos declarou apoio ao Núcleo e ajudará a pautar o assunto junto aos deputados de sua bancada.
 
Janeiro de Grandes Espetáculos – Um dos maiores eventos das artes cênicas em terras pernambucanas e do Brasil segue com sua programação até domingo (27). Nesta 19ª edição, o festival trouxe uma novidade: além de acontecer simultaneamente em Recife, Olinda e Caruaru, o Janeiro aportou na cidade de Arcoverde, sertão do estado. O evento é uma realização da Associação dos Produtores de Artes Cênicas de Pernambuco (Apacepe), com programação distribuída em 118 sessões de espetáculos locais, nacionais e internacionais para adultos, crianças e na linguagem do teatro de rua, incluindo shows musicais, além de lançamentos de livros, seminário, debates, mesa redonda, palestras, sarau das artes, workshops, leituras dramatizadas, festas, entrega de prêmios e oficinas. A produção é assinada por Carla Valença, Paula de Renor e Paulo de Castro. Confira a programação completa no site do festival.