Retrospectiva 2016 – Mandato contra o golpe e em defesa da democracia

Retrospectiva 2016 – Mandato contra o golpe e em defesa da democracia

Luciana Santos foi uma das vozes que alertou o Congresso Nacional e o povo brasileiro sobre a grave ameaça à democracia que se configurou o golpe que conseguiu o impeachment contra a presidenta Dilma. A pernambucana falou em nome dos 54 milhões de brasileiros que, nas urnas, elegeram Dilma e seu programa de governo para o Brasil.

“Apesar da brava resistência democrática empreendida, trata-se de uma dura derrota do povo brasileiro e com repercussões negativas para a luta patriótica e progressista na América Latina. Os vitoriosos do momento – as classes dominantes e as forças políticas conservadoras em conluio com o imperialismo – carregarão nas costas a mácula do golpe”, afirma a deputada e presidente nacional do PCdoB.

Após o golpe Luciana tem se mantido firme para salvaguardar os direitos dos trabalhadores e os investimentos que permitam o desenvolvimento com inclusão social e para construir a unidade entre as forças progressistas do país. “Para as forças democráticas, progressistas e populares, para a esquerda brasileira, não há outro caminho senão este: manter a unidade, ampliar nossas forças e empreender persistente combate contra o governo ilegítimo e sua agenda regressiva”, pontuou.

Do Recife;

Ana Cristina Santos

Foto: Álvaro Portugal/ PCdoB na Câmara