Décima edição da MIMO abre série de concertos hoje

Décima edição da MIMO abre série de concertos hoje
thumbnail_1378396673.jpg

thumbnail_1378396673.jpg

A expectativa é que mais de 120 mil pessoas participem do festival que segue até o domingo (08/09)

resize_1378396673.jpg

O sítio histórico de Olinda servirá de palco para a 10ª edição da Mimo. Os concertos têm início hoje (05/09), às 20h30 na Catedral da Sé. O local é emblemático para o festival. Há dez anos, no mesmo local acontecia o concerto inaugural do festival MIMO. Pela primeira vez, a majestosa catedral de Olinda se tornava cenário para a apresentação pública do grande pianista brasileiro, Nelson Freire, que volta à mesma Igreja para abrir a série de concertos deste ano. A expectativa é que mais de 120 mil pessoas participem do festival que segue até o domingo (08/09).

""
Nelson Freire abre os concertos do Mimo – Divulgação

O público será brindado com uma programação que inclui além dos concertos nas igrejas históricas da cidade, shows em espaços abertos. Na  programação estão o trio Electric Epic, Ibrahim Maalouf, Omar Sosa, o coletivo francês Nouvelle Vague – famoso pelas versões intimistas para clássicos da new wave, do punk rock e do pós-punk – , Gilberto Gil e a Orquestra de Sopros da Pro Arte – uma das mais aguardadas apresentações. Soma-se a tudo isso, a exibição de filmes (longas e curtas mestragens) com exibição gratuita. 

""

 
Para a deputada Luciana Santos a Mimo é um momento muito especial para Olinda. “Integrar a música ao conceito e à arquitetura de uma cidade histórica e tão especial como Olinda é um desafio muito grande. Mas ver tudo pronto e a cidade transformada para receber pessoas do mundo inteiro dá a certeza de que ter acreditado no projeto foi minha melhor escolha”, diz a deputada relembrando o momento em que receeu o projeto da produtora e idealizadora da mostra Lu Araújo. 
 
Nos últimos dez anos, a Mimo mantém sua missão: promover uma experiência diferente para os que apreciam e interpretam música em sintonia com as novidades e as convergências entre diferentes manifestações artísticas. Música, cinema, arquitetura, artes visuais e o Patrimônio Histórico Cultural Brasileiro. 
 
A mostra ganhou novos ares e transformou-se em Movimento MIMO, um manifesto aberto e democrático cm o objetivo de ampliar o conhecimento sobre os temas que são a essência do festival e difundir as importantes cidades que representam simbolicamente a nossa identidade. Um olhar diferente sobre aquilo que os povos chamam de Seu Patrimônio.
 
Confira a programação completa no site do MIMO
 
Do Recife, 
Desirée Machado.
Fotos: Movimento MIMO