Demolida igreja histórica na Turquia – Internacional

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br

[ad_1]

PERU: A Fundação Islâmica Turca destruiu a histórica Igreja Ortodoxa Grega St. Georgios em Bursa na quarta-feira, sete anos depois que autoridades locais transferiram a propriedade para o controle do grupo. As autoridades esvaziaram Bursa de sua população grega ortodoxa há um século, e a igreja se tornou uma mesquita na década de 1920. Mas em 2006 foi restaurado e por anos serviu como um ponto focal para greco-turco troca e a reconciliação, então foi encerrada e ficou em ruínas assim que a fundação assumiu. Isso segue uma campanha do presidente Recep Tayyip Erdogan para transformar locais cristãos, incluindo a Hagia Sophia de Istambul, que em julho voltou a ser uma mesquita.

As tensões entre a Turquia e a Grécia estão no seu ponto mais alto. Fontes dentro do exército turco dizem que Erdogan ordenou ataques a navios gregos e está pressionando pelo controle do leste do Mediterrâneo, incluindo depósitos de petróleo e gás.

RÚSSIA: Novichok, o agente nervoso soviético usado no envenenamento de 2018 de um ex-espião russo na Grã-Bretanha, adoeceu o líder da oposição russa Alexei Navalny, afirmam que os médicos o trataram em um hospital alemão. O Kremlin nega envolvimento. Enquanto os líderes ocidentais condenam o ataque e pressionam por uma resposta internacional, o presidente Donald Trump permaneceu em silêncio. O secretário de imprensa da Casa Branca, Kayleigh McEnany, chamou o incidente de “profundamente preocupante”, sem elaborar uma resposta dos EUA.

SUDÃO: Um acordo de paz entre o governo de transição e grupos rebeldes endossado na segunda-feira pelos Estados Unidos, Noruega e Reino Unido agora enfrenta a oposição de um importante grupo rebelde. O Movimento de Libertação do Povo do Sudão – facção do Norte, liderado por Abdel-Aziz al-Hilu, retirou-se das negociações, exigindo a substituição do general Mohammed Hamadan Dagalo – que foi acusado de abusos dos direitos humanos em Darfur e Nilo Azul – como negociador-chefe do governo.

Leia Também  Sob proteção policial, o prefeito de Praga diz que o FSB da Rússia tentou assassiná-lo

ÁFRICA: Pode parecer que a África evitou os piores efeitos do coronavírus, que matou pelo menos 860.000 pessoas em todo o mundo, mas a falta de testes e transparência aumenta o temor de que uma epidemia silenciosa está ocorrendo em partes do continente. Nossos contatos com médicos missionários nos estados subsaarianos confirmam um tremendo aumento nos casos respiratórios durante o combate à escassez de leitos, oxigênio e testes.

AFEGANISTÃO: O governo incluirá os nomes das mães nas carteiras de identidade nacionais, uma pequena vitória para as mulheres em um país onde há muito possuem cidadania de segunda classe.

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br

IRAQUE: Entre março e agosto, grupos militantes islâmicos no Iraque realizaram 28 ataques a locais que abrigam militares dos EUA e quatro ataques a comboios norte-americanos, levando os Estados Unidos a abandonar várias bases e reduzir ainda mais as tropas. Os ataques também sugerem uma ascensão pós-ISIS de grupos militantes mais intimamente ligados ao Irã.

LÍBANO: O exército do Líbano encontrou 4 toneladas métricas adicionais de nitrato de amônio perto da entrada do porto de Beirute, quase um mês após uma explosão de cerca de 2.750 toneladas do produto químico. A explosão destruiu o porto e deixou mais de 190 mortos. O número de feridos permanece em 6.500. Para os feridos que conheci, seguir o rastro de sangue era a única saída.

HONG KONG: Os padres devem evitar a pregação “ofensiva” ou “provocativa” junto com a política, advertiu o chefe da Diocese Católica de Hong Kong como parte da implementação em julho da nova lei de segurança nacional que reprime a liberdade de expressão. Os residentes de Hong Kong lamentam o fim de um modo de vida.

FRANÇA: Jornal satírico francês Charlie Hebdo reimprimiu suas caricaturas provocativas de Mohammad do islamismo na quarta-feira, quando o julgamento de 14 supostos cúmplices ligados ao ataque terrorista de 2015 desencadeado pelas caricaturas começou. A polícia matou os três homens armados ligados à Al-Qaeda que tinham como alvo o escritório do jornal e um supermercado judeu.

Leia Também  EUA anunciam acusações de narcoterrorismo contra Maduro na Venezuela

“O ódio que nos atingiu ainda está lá e, desde 2015, levou tempo para mudar, para mudar sua aparência, para passar despercebido e para continuar silenciosamente sua cruzada implacável”, disse o editor Laurent Sourisseau.

Perturbação de Philippe Lançon é um livro de memórias de 2018 elegantemente poderoso do ataque e consequências de um de seus sobreviventes. Lançon passou meses em um hospital de Paris passando por dezenas de cirurgias para ferimentos à bala no rosto:

“Encolhido na minha cama, eu agora acreditava que o ataque tinha me dado uma data de validade. Por algum tempo, eu não me sentia mais apto para um comércio que era tomado pelo pânico, assustador e exigia me conformar a um mundo que estava indo muito rápido e selvagem para mim. Os acontecimentos atuais haviam se transformado em uma sala de espelhos, cheia de lâmpadas superaquecidas que não iluminavam mais nada, e em torno da qual flutuavam nuvens de mosquitos cada vez mais estúpidos, moralizadores, autopublicados e nervosos. De agora em diante, cada palavra, cada frase me fazia sentir seu preço. Minha mandíbula quebrada parecia uma metáfora e estava tudo bem. ”



[ad_2]

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo