Em Macapá, Luciana Santos refirma compromisso do PCdoB com governo e defende fortalecimento partidário contra onda conservadora

Em Macapá, Luciana Santos refirma compromisso do PCdoB com governo e defende fortalecimento partidário contra onda conservadora

A deputada federal e presidente nacional do PCdoB, Luciana Santos esteve em Macapá, capital do Amapá, durante esta quinta-feira, 19.

O objetivo da visita da dirigente foi reafirmar o compromisso do partido com a gestão do governador do estado, Waldez Góes (PDT), e também dialogando com a militância comunista em plenária sobre a necessidade do fortalecimento partidário em tempos de ofensiva neoliberal no país.

Sobre a conjuntura política, Luciana Santos foi enfática sobre o fortalecimento partidário como ferramenta direta de resposta contra a onda conservadora no Brasil e para a construção de uma alternativa política de esquerda que esteja sintonizada com os desafios colocados em tempos de governo Temer e demais representantes da direita golpista.

“Ódio, intolerância e retrocesso a gente responde com partido forte, com partido unido e consequente, mas também com visão ampla. Somos um partido que nega o sectarismo. Somos o partido da amplitude. A gente observa não a árvore, a gente observa a floresta”, disse durante a plenária.

Agenda

Ao lado da deputada federal do PCdoB no estado, Marcivânia Flexa, e do presidente do diretório estadual, Luiz Pingarilho, Luciana Santos deu entrevistas para a imprensa pela manhã. Pela tarde, visitou o governador Waldez Góes (PDT), ao lado do Superintendente de Vigilância em Saúde do Amapá e secretário de organização do partido, Dorinaldo Malafaia.

Encerrou a agenda de atividades da dirigente na capital banhada pelo Rio Amazonas uma plenária da militância, na sede da ordem dos Advogados do Brasil. Intitulado “Em defesa da nação, da democracia, do desenvolvimento e dos direitos sociais”, o evento contou com expressiva participação de sindicalistas, movimentos sociais, populares estudantes e outros segmentos.

“Nosso partido no Amapá tem condições de crescer mais do que já é. Nós temos condições de ser alternativa de poder e é essa a nossa perspectiva”, avaliou a presidente.

De Macapá;

Julio Miragaia