Espanha busca outro resgate como disparos de déficit

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br



Espanha busca outro resgate como disparos de déficit 1

A violação das regras de déficit é generalizada. Pelo menos a Espanha admite.

Como traduzido do El Mundo, a Espanha precisa de uma nova era de ajustes.

Em termos simples, a Espanha admite que precisa de outro resgate. Esta é uma tradução modificada pelo Mish.

Um colapso econômico está em andamento. A Espanha enviou oficialmente à União Europeia um pedido de resgate neste ano e uma nova era de ajustes a partir de 2021, a fim de tornar sustentável o gigantesco salto da dívida pública.

A previsão é de que o déficit orçamentário suba para 10,3% do Produto Interno Bruto este ano e que a dívida salte de 95,5% para 115,5%, nível que excede o pior …

Espanha em apuros fiscais

O resto está por trás de um paywall, mas você entende:

A Espanha admite que está com problemas fiscais profundos.

Também do El Mundo (mas não atrás de um paywall): O governo prevê uma recessão de 9,2% e um aumento do desemprego para 19%

O plano orçamentário que o governo enviou a Bruxelas na noite passada inclui um desastre econômico como resultado da crise que desencadeou o coronavírus: de acordo com suas estimativas, o Produto Interno Bruto (PIB) entrará em colapso 9,2% este ano, enquanto a taxa de desemprego subirá de 14% para 19%.

Além disso, o governo sustenta agora que a recuperação será assimétrica, em 2021 tudo o que for perdido não será recuperado.

Todos os empregos criados nos últimos quatro anos desaparecerão. E a recuperação só voltará ao nível em 2017.

Outlook da Zona Euro

A Itália está com mais problemas.

De fato, todos os países da zona do euro violam severamente as regras do Pacto de Estabilidade e Crescimento em relação a dívidas e déficits.

As regras

  1. O déficit orçamentário não deve exceder 3% do produto interno bruto (PIB).
  2. Dívida pública (dívida pública & dos órgãos públicos) não deve exceder 60% do PIB.

Procedimentos de déficit excessivo

A zona do euro nunca realmente aplicou nenhuma regra, mas pressiona os países com ameaças periódicas de procedimentos por déficit excessivo.

Plano de recuperação da UE

Comentários da Eurointelligence Pensando nos detalhes de um fundo de recuperação.

Em nossa avaliação do impacto econômico do caminho acordado, sabemos muito do que precisamos saber agora. O Conselho Europeu concordou com a versão de Angela Merkel, não com o coronabond ou a proposta espanhola. Como a FAZ informa esta manhã, o plano é que a UE aumente sua capacidade orçamentária dos atuais 1,2% para 2%, por um período de dois a três anos. Esse aumento não ocorrerá na forma de contribuições diretas dos Estados membros, mas de garantias. O documento coloca o volume anual em € 100 bilhões por ano, o que seria aproximadamente 0,6% do PIB da UE-27 em nossos cálculos. O total emprestado pode ser da ordem de 250 a 300 bilhões de euros no período.

Se assumirmos empréstimos totais de € 300 bilhões, metade deles na forma de doações, o impacto macroeconômico médio seria de 0,4% do PIB por três anos consecutivos.

Como sempre, cuidado com os totais das manchetes. Ursula von der Leyen disse na noite passada que o tamanho seria medido em trilhões, não bilhões. Ao vasculhar as manchetes desta manhã, encontramos muitos jornalistas ingênuos impressionados com esse número. Achamos que é uma ilusão. O mesmo aconteceu com o pacote de 500 bilhões de euros do eurogrupo, porque combinava em um único número redondo a capacidade pendente do MEE mais a capacidade de empréstimo estimada de dois fundos alavancados.

Suponha que a Espanha receba 0,4 ponto percentual do PIB por três anos.

O que isso faz em comparação com os números acima?

Trapaça da UE de um QFP falso

A UE não aplicará nenhuma regra, é claro. Em vez disso, responderá com soluções mágicas, como sempre.

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br

Em um artigo de acompanhamento, Eurointeligência discutida A trapaça da UE de um mecanismo de fundos monetários falsos QFP.

Retorno dos professores alemães

Considere também o artigo da Eurointelligence sobre o Retorno dos professores alemães em 24 de março.

Esperamos que os professores alemães abanem os dedos ou ameacem ações legais contra o BCE ou os governos nacionais. Mas até agora tem sido bastante silencioso nessa frente. Esta manhã, no entanto, vimos um artigo de Otmar Issing na FAZ, no qual ele argumenta que a emergência não era desculpa para violar a lei. Ele acusa o BCE de financiamento monetário e diz que um eurobond mútuo é ilegal, a menos que formalmente aceito pelos parlamentos nacionais.

É provável que o comentário de Issing seja importante não apenas por causa de seu antigo papel no BCE. Ele carrega um peso enorme entre os conservadores alemães.

Issing argumenta que, se os países tivessem seguido as regras fiscais da UE e acumulado superávits fiscais em bons tempos, não estariam em condições de precisar de socorro agora.

O papel do BCE não é impedir o colapso das finanças públicas nacionais. E o artigo 125.º do TFUE, a cláusula de não resgate, ainda está lá. Diz que o sindicato não deve assumir as responsabilidades dos estados membros e que os estados membros não devem assumir as responsabilidades uns dos outros. Mesmo como defensores de um eurobond mútuo, devemos reconhecer que não existe uma base jurídica sólida para ela nos termos da legislação da UE.

O artigo de Issing provavelmente é o começo de uma discussão legal sobre o curso futuro da política. Vimos isso durante a crise do euro. As consequências legais desse período ainda não terminaram. O tribunal constitucional alemão ainda não se pronunciou sobre a legalidade do QE. Esperamos que a próxima fase dos argumentos legais surja antes que a antiga chegue ao fim.

Enorme Batalha Política Brewing

Uma enorme batalha política está se formando.

A Espanha quer outro resgate e Eurobonds, a Alemanha também não.

A UE respondeu como sempre, com propostas mágicas e alavancagem falsa.

Solidariedade?

  • Certo. A solidariedade é entre a Alemanha e a Holanda.
  • A solidariedade também ocorre entre Espanha e Itália.
  • A França está entre os extremos, dependendo do presidente francês, agora Emmanuel Macron.

Credores vs devedores

Mais precisamente, veja a solidariedade como uma batalha entre os estados credores e os devedores.

Itália vs UE

Observe que o político italiano Fabio Rampelli removeu a bandeira da UE de seus aposentos e a substituiu pela nacional.

Colapso da zona do euro: a miragem de recuperação em forma de V acabou

Observe o colapso da zona do euro: a miragem de recuperação em forma de V acabou.

Se por acaso você estava se perguntando por que o dólar americano estava firme, apesar de todas as travessuras do Fed, agora você já sabe.

Inflação ou deflação?

Enquanto isso, o debate sobre inflação ou deflação continua.

Será inflação ou deflação?

Se você acredita que a resposta é inflação, não entende a importância dos choques de crédito e demanda. Clique no link para discussão.

Mike “Mish” Shedlock



cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br
Leia Também  Citações do dia ... - Cafe Hayek

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo