Luciana Santos participa de conferência do PCdoB em Salvador

Luciana Santos participa de conferência do PCdoB em Salvador

 

Auditório superlotado, militância animada e aguerrida. Neste clima, foi dada a largada para a Conferência Municipal do PCdoB Salvador nesta sexta-feira (6), no Hotel Vilamar. A emocionante cena foi resultado da ampla mobilização durante as 41 pré-conferências realizadas nos distritais do partido na cidade. No total, foram 1.358 pessoas mobilizadas, superando a expectativa, que era de 1200. Assim, foi também superado o número de delegados eleitos: um total de 429.

O evento foi aberto com ato político, que contou com a presença da presidente nacional do Partido, a deputada Luciana Santos, que revelou ter feito questão de estar presente, pois Salvador está no plano nacional do PCdoB para a prefeitura de 2016, além de a Bahia ser o estado que mais contribuiu para a ampliação da bancada na Câmara Federal, revelando o quanto trabalha para manter o Partido Comunista na luta nacional.

Ponto alto desta Conferência, a indicação do nome da deputada Alice Portugal para a batalha rumo à prefeitura da capital baiana nas próximas eleições foi ressaltada por Luciana. “Alice tem sido repetidas vezes destacada como uma grande e influente parlamentar. Não é à toa que foi o nome escolhido para Salvador. A sua dedicação e a sua trajetória se fundem com a história do povo soteropolitano, povo baiano”. E confirmou que, desta vez, a candidatura própria é para valer.

De acordo com a presidente, é preciso fazer o debate de ideias de forma altiva, revelando o que ACM Neto representa para a cidade. “Vamos enfrentar nas ruas, nas redes sociais, em todos os espaços. Porque somos os que se agigantam na hora do enfrentamento. Para isso, precisamos que os movimentos sociais cumpram seu papel na contraofensiva para barrar o retrocesso”.

A presidente do Comitê Municipal de Salvador, Olívia Santana, lembrou que a candidatura própria é um desejo antigo dos comunistas, e que a ampla mobilização reforça isso. Mas, destacou que será muito trabalho pela frente. “Precisamos fazer com que o povo de Salvador também abrace este projeto. Precisamos disseminar o PCdoB em todos os cantos”. De acordo com Olívia, o partido quer um gestão que dirija a cidade mergulhando nas necessidades reais da população, como enfrentamento do desemprego, e dê perspectivas melhores aos soteropolitanos.

Para Daniel Almeida, essa conferência mostra o potencial do PCdoB para os desafios futuros. O Partido está se consolidando como nova opção para o crescimento em grandes áreas e diversas cidades no interior. “2016 é a vez do PCdoB. Não vamos ficar acomodados. Vamos mostrar que somos capazes de enfrentá-los. Eles tentaram nos calar através de liminares para proibir nossos programas na TV. Mas, não conseguiram. Porque não podem. Falamos a verdade”. Segundo o presidente estadual do PCdoB Bahia, é preciso colocar a boca no trombone e dizer quem está realmente fazendo as obras estruturantes em Salvador, como a contenção das encostas: o governo estadual, aliado ao federal.

“Precisamos mostrar o nosso diferencial. Não somos um partido que só aparece em eleições. Somos um partido nacional permanente. Do povo, das mulheres, da juventude, dos negros. Dos que querem ver o país crescer”, disse a deputada Alice Portugal, complementando Daniel.

Alice destacou ainda que o PCdoB tem a certeza de que quer oferecer uma proposta para Salvador com a sua cara, para mudar a triste realidade em que vive o povo da cidade. “O Partido me deu esta tarefa de falar para a cidade, e eu não fugirei da batalha. Não declinarei da oportunidade de dizer olho no olho a Netinho que Salvador não merece esse sofrimento”.

Para a pré-candidata, o prefeito ACM Neto é a retomada do carlismo, só que com roupa nova. “Ele quer embelezar a cidade, enquanto a parte menos assistida da cidade escorre pelas encostas. Precisamos de uma prefeitura com foco no social, no diálogo. Vamos enfrentar o debate do PDDU, do transporte público. Dizer que é Rui Costa quem está fazendo o metrô, cuja verba Imbassahy embolsou anos atrás”.

Davidson Magalhães, vice-presidente do PCdoB Bahia, destacou que é preciso mobilizar. Não só em número. Mas, principalmente, em organização. Fazer um partido ainda mais forte a partir de suas bases, que devem estar firmes com a direção do Partido, para entender as saídas que o país precisa neste momento de crise. Ele também pontuou que chegou a hora de instalar em Salvador o plano de desenvolvimento alinhado com o nacional. “Por isso, nosso desafio agora é buscar aliados, para criar uma frente política contra essa administração mascarada, que engana o povo com festas e embelezamento de locais específicos”.

Representando a força jovem, bastante valorizada pelo Partido, a nova diretora de Relações Internacionais da UNE (União Nacional dos Estudantes), Marianna Dias, também enalteceu a expressiva participação da militância. “O que estamos vendo aqui demonstra a vontade do povo em combater este modelo atrasado de administração. Por isso, o PCdoB vai emprestar seus quadros para fazer valer este desejo de mudança e transformação”.

O vereador Gilmar Santiago, que prestigiou o ato político, representando o Partido dos Trabalhadores, também reconheceu Alice Portugal como grande nome para este enfrentamento. Segundo ele, ACM Neto é o próprio poder econômico. Por isso, ele é uma ameaça ao desenvolvimento de Salvador. “Ele quer pegar a prefeitura e fazer a mesma coisa que o avô fez com a Bahia quando foi governador. Já foram gastos R$ 120 milhões com a nova orla da Barra e do Rio Vermelho, enquanto 145 mil crianças estão sem acesso às creches. Estou confiante que as forças progressistas de esquerda vão apresentar uma alternativa capaz de confrontar com o Neto, que já se coloca como reeleito. Temos que desmontar essa farsa”.

O secretário estadual do Trabalho, Emprego e Renda da Bahia, Álvaro Gomes, e o presidente nacional da CTB, Adilson Araújo, também marcaram presença no ato de abertura. Os vereadores Aladilce Souza e Everaldo Augusto também compuseram a mesa, ao lado do grande líder Haroldo Lima.

O evento segue até o final da tarde de sábado, quando acontece a eleição da nova direção do Comitê Municipal de Salvador e a indicação da nova presidência para o próximo biênio.

De Salvador, Maiana Brito