Luciana Santos participa do VII Congresso de Vereadores em Gravatá

Luciana Santos participa do VII Congresso de Vereadores em Gravatá
thumbnail_1379704685.jpg

thumbnail_1379704685.jpg

A importância da democratização dos meios de comunicação e o papel das mulheres na sociedade foram temas da palestra apresentada pela deputada

resize_1379704685.jpg

A deputada Luciana Santos participou, na tarde dessa quinta-feira (20/09), do 7° Congresso Estadual de Vereadores em Gravatá, Agreste de Pernambuco, que este ano teve como tema “Mulheres na Política“. Na ocasião, a deputada ressaltou em palestra a importância da democratização dos meios de comunicação, assim como o papel das mulheres na sociedade. Também participaram do encontro o vice-governador João Lyra Neto, a secretária estadual da Mulher, Cristina Buarque, e a deputada estadual Raquel Lyra. O evento, realizado no auditório do Hotel Portal de Gravatá, foi coordenado pelo vereador Severino Farias, presidente da União dos Vereadores de Pernambuco (UVP), e pela vereadora Narah Leandro. O objetivo do congresso foi o de fortalecer a representação feminina em Pernambuco.  
 
Em discurso, Luciana se referiu a reprodução negativa da grande mídia acerca da transformação da mulher em produto por meio da publicidade, assim como nas artes. “É a consolidação da cultura do machismo na nossa sociedade. Um tapinha dói sim e é crime!“, frisou. A deputada citou números que impressionam. A cada quatro minutos, uma mulher é vítima de agressão no Brasil; seis em cada dez brasileiros conhecem alguma mulher que foi vítima de violência doméstica; o parceiro é o responsável por mais 80% dos casos reportados. “Defender as mulheres não é ser contra os homens, muito pelo contrário. Lutamos para que ambos os sexos vivam harmonicamente e igualitariamente“, esclareceu.
 
Concluindo a palestra, a parlamentar convidou a todos e a todas para participação na campanha “Mulher, Tome Partido. Filie-se!“, que é uma iniciativa da bancada feminina da Câmara dos Deputados e tem o intuito de aumentar em 20% o número de mulheres filiadas a partidos políticos para disputa das eleições de 2014 e, consequentemente, ampliar o efetivo de mulheres nas bancadas do Congresso Nacional.  

De Recife, 
Andréa Almeida