PCdoB elege nova direção nacional e reafirma Luciana Santos na presidência do partido

PCdoB elege nova direção nacional e reafirma Luciana Santos na presidência do partido

Com a apresentação da nova direção nacional, o PCdoB encerrou neste domingo seu 14º Congresso. A deputada federal Luciana Santos (PE), foi reconduzida por unanimidade à presidência do partido.

Os comunistas reuniram-se entre os dias 17 e 19 de novembro, para discutir o documento de resolução política que guiará o partido no próximo período e para eleger seu novo Comitê Central. As eleições 2018 também foram pauta do Congresso. Em um ato político bastante festejado o PCdoB apresentou Manuela D’Ávila como pré-candidata à Presidência da República.

Uma das tônicas do debate foi a defesa de uma Frente Ampla em torno de um projeto nacional. “Apesar das adversidades, das imensas dificuldades, a Nação e a classe trabalhadora poderão superar essa grave crise que o país atravessa. Estamos convictos de que se conseguirmos dar passos na constituição da Frente Ampla, o campo democrático, popular, patriótico poderá vencer as eleições presidenciais de 2018”, disse Luciana em sua fala de abertura.

A legitimidade de múltiplas candidaturas do campo da esquerda também foi discutida no encontro, que contou com a participação de partidos como PT, PSB, PDT, PV e PPS no ato político realizado no sábado (18). O ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva participou do último dia dos debates e apoiou a decisão do PCdoB de lançar pré-candidatura própria.

“Qualquer partido de esquerda que quiser lançar candidato, que lance. Agora, se tiverem coragem a gente vai pra rua junto”, enfatizou Lula. “Manuela, não pense que pelo fato de você ser pré-candidata, vai gerar alguma rusga entre mim e você ou o PCdoB. A única coisa que vocês poderão estranhar daqui pra frente, é um belo dia eu começar a ir nos comícios da Manuela”, brincou.
Luciana Santos agradeceu a presença de Lula e destacou que ele é um aliado histórico do partido. “Garantir o direito da candidatura de Lula é defender a democracia. Estaremos juntos construindo saídas para o Brasil”, declarou.

“Estamos no mesmo campo. Os nomes que surgem para a disputa eleitoral possuem a legitimidade e a força de suas ideias. O ex-presidente Lula e Ciro Gomes são herdeiros da corrente política dos trabalhadores que se gesta na histórica greve de 1917, e que anos depois resultou na fundação do Partido Comunista, em 1922. Mas o PCdoB busca ser uma força política consequente e com audácia para propor novos rumos para o país”, destacou a presidenta.

De Brasília;
Ana Cristina Santos

Foto: Fellipe Neiva/Ascom Rubens Jr.